Boa Cama, Boa Mesa

Siga-nos

Perfil

Perfil

Boa Mesa

Boa-Bao Porto: Bilhete só de ida para uma exótica viagem à Ásia

  • 333

Os sabores transportam-nos. No espaço e no tempo. Àquela cidade, àquele momento, até à infância. No Boa-Bao, ainda antes de chegarmos à mesa já fomos conduzidos para outro continente: uma densa atmosfera ‘asiática’ - a palavra é demasiado abrangente, mas é exatamente esta sensação que transmite - transporta-nos até um restaurante de rua que tanto pode ser no Vietname como na China, na Coreia ou na Tailândia.

Há diversas referências que recriam um ambiente comum aos vários países desta parte do mundo que os sócios do Boa-Bao, todos ocidentais, conhecem bem: Chris é belga e chefe executivo do restaurante; Nathalie é holandesa e Gregg, nova-iorquino. Os três trabalharam em diversos países asiáticos até se aventurarem juntos no mundo da restauração. Em Lisboa, primeiro, há cerca de um ano, e agora, há pouco mais de meio ano, no Porto. A próxima viagem do Boa-Bao já está marcada: o destino, previsto para 2019, é Barcelona!

Regressamos à Invicta. Em mesas, em forma corrida, onde cabem 140 comensais, se contarmos com a sala do primeiro piso, que só abre quando necessário ou para grupos, sentamo-nos finalmente enquanto os olhos ainda se detém nos pormenores - e são muitos -, que, novamente, nos levam de viagem à Ásia tradicional. O espaço consegue espelhar a diversidade destes países encontrando uma identidade comum.

E quando, já expectantes, achamos que tudo vai correr bem, surge a primeira grande dificuldade: a carta é extensa - são mais de 60 pratos - e aponta tantas direções que, numa primeira visita, facilmente ficamos sem saber que caminho seguir. Felizmente, entre propostas mais ou menos arrojadas que se estendem à gastronomia de diversos países, vale o detalhe sobre cada prato e a ajuda da equipa, que tudo faz para perceber qual a via, mais cómoda, ou aventureira, por onde devemos seguir.

O apelo - e é mesmo disto que trata todo o restaurante - é para que embarquemos no exotismo oferecido pelo espaço: "Oh darling, let’s be adventures!", pode ler-se na capa do menu do restaurante Boa-Bao (Rua da Picaria 61-65, Porto). Com mais de 60 opções à escolha, não resta senão aventurar-se.

Um possível roteiro passará pelas Chamuças vegetarianas com chutney de coentros e hortelã (€7,5) e o Sortido de Dim sum (€9), que começam bem a refeição; pelo Wonton frito de galinha e camarão (€8); Bao do dragão, camarão agridoce com vegetais e abacaxi (€9); Salada picante com noodles coreanos de batata-doce roxa (€9,50); Caril amarelo da Malásia de camarão "Black Tiger" (€17,50); frango (€16) ou tofu (€15); Sopa de caril da Malásia com noodles de ovo e mariscos (€16) - e quando parece surgir o segundo momento difícil descobrimos que as sopas são servidas com babete plástico para que possa ‘sorver’ à vontade; ou Pad Thai com vegetais, noodles de arroz e camarão "Black Tiger" (€16,50), apenas algumas propostas de um leque muito variado.

Quais carimbos que se desejam assinalar, o Passaporte propõe também um percurso por cocktails que remetem a essas paragens exóticas. O Monkey head, por exemplo, faz-nos viajar ainda mais longe, ate às aventuras de Indiana Jones em busca de tesouros perdidos…

Outras possibilidades, mais ‘convencionais - se é que a palavra se pode aplicar às abordagens exóticas do Boa-Bao - são o Kham mai Thai (€9,50), Mai Lucy (€10), Cocooned (€9,50); Sawadee (10) ou Old Thoughts (€10) na página dos alcoólicos; Rempha (€7); Sotha (€7) ou Batu Arang (€7) nos mocktails.

Nas sobremesas também a diversidade se destaca: do Mochi japonês (€6,50) ao Jian Dui - bolas fritas de arroz glutinoso envoltas em sésamo e ouro puro comestível (€6,50).

Uma garantia: Nesta viagem há muito por onde explorar, tanto no que respeita à visão, à memória, e principalmente ao paladar.

Desfrute da viagem!

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no Instagram!